Loading...

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

A luz divina

Nasceu uma criança em Belém,
Nasceu a esperança também,
E a luz então brilhou.
Vê no olhar da criancinha?
Ainda brilha a luzinha,
Que Deus ali colocou.


Pra que tanta galhardia,
Com esse gesto de energia,
Pra iluminar as mansões?
Vê a magia das luzinhas,
Nos olhos das criancinhas,
Iluminando os corações?


Nos olhinhos das crianças,
Vejo o brilho da esperança,
De algum dia vencer.
Pra gastarem seu dinheiro,
Não com todo esse luzeiro,
Mas com as coisas de comer.




“Jesus é a luz ,o vinho e o pão,

Pra entrar nesta festa,

Não se gasta um tostão.”

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Outro livro Publicado.

Memórias de um filho de Londrina. (Arlindo Catharino)


Cover_front_medium


Entre em http://www.agbook.com.br/ e de uma espiada.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Escolástica

Não perder a fé entre as sombras do mundo, elevar o olhar, lutar, servir, caminhar.
Ver o brilho da alvorada além da noite,em Deus e em si mesmo confiar.
Ver passar a tempestade, e um novo dia brilhar.
Deixar correr o suor, só depois descansar.
Com a paga do trabalho, os filhos alimentar.
Sentir-se recompensado quando a velhice chegar.
Louvar a Deus nas alturas, depois ao pó regressar.


Arlindo Catharino


(Em breve lançamento de outro livro de poesias; "Pétalas")

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Se pudessemos prever o futuro!

Hoje recebi essa  foto antiga enviada por um tio, irmão do meu pai. Confesso que chorei muito.
Se pudéssemos nascer já sabendo o que é a perda, talvez momentos como nessa foto seriam muito mais intensos. Eu ao lado do meu pai, e ele me envolvendo com seus braços. Sem palavras...


quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Meu saudoso pai !!!!

Hoje, prenuncio da primavera, também era aniversário de meu pai. Faria ele 74 anos.
Meu Deus!!! Porque não nos deste esses 9 anos a mais? Seria tão bom.
Quem sabe teria tempo de ver seus bisnetos, e com eles no colo contaria suas estorias.
Quem sabe com o tempo ele poderia curar as  mágoas e se agarrar a vida.
Só ficou no ar as saudades de sua presença querida, e uma pergunta; Porque, meu Deus???

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Homenagem de uma amiga.

Fiquei muito feliz ao abrir a página do meu orkut e encontrar um depoimento de uma amiga escrito em acróstico, homenageando a minha iniciativa de publicar o livro do meu pai. Olha, não sou convencida, queria apenas compartilhar com voces minha alegria. É bom saber que realmente existem pessoas que se importam com a gente, que le os recados e que respondem.


Seu ato primoroso


Ortografando em memótia de seu Pai

Levou-me a alegria de um gesto Amoroso

Autografar em Vida o que da Morte se vai

Nomeio tamanho gesto Honroso

Gesto de Amor de uma Filha por um Pai

Em que a lembrança reserva marcas que não se apaga jamais!
 
 
 
Escrito por Eliane Elias.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Alguns versos do proximo livro.

Senhor Deus; clareia a minha estrada,
pra que eu siga essa jornada,
sem pisar tantos espinhos.
Guia meus passos para luz,
pro resguardo me conduz,
ensina-me o bom caminho.

--/-/-/-/-/-/-/-/-/-/-/--/-/--/-/-/


Expulse a tristeza e sorria,
é contagiante a alegria,
que pode emanar de você.
Há em você uma luz,
que ilumina e que conduz,
a estrada do bem querer.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

quinta-feira, 29 de julho de 2010

# Foi publicado hoje o livro...

Foi publicado hoje o livro de poesias em acrósticos de Arlindo Cathatino (O amor não envelhece)
Entre em http://www.agbook.com.br/ e peça já seu exemplar

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Escrito por Arlindo em 29.03.97


Todos somos doze Irmãos
Herdeiros dessa paixão,
Por trabalho e honradez .
Eu quero que saiba o mundo,
Sinto um orgulho profundo ,
Por esse pai português .

quinta-feira, 8 de julho de 2010

terça-feira, 6 de julho de 2010

* "meu orgulho é ser filho seu,sua vida pra mim foi lição!!!! "

Faço das palavras dele, as minhas. Meu maior orgulho é ser filha dele.
Só agora depois de tanto tempo de sua partida, tive tempo e carinho para ler tudo que ele deixou escrito.
Descobri que tinha um coração de ouro, era sonhador!!!!
Mas era um homem triste, pois muitos sonhos sei que ele não realizou.
Um dia digitei um livro dele, sobre Londrina, achei que tava bom, afinal, coloquei fotos e "capa dura".
Ele gostou, mas perdeu um grande tempo em corrigir, arrancou folhas e colocou anotações de como era pra fazer (direito)Ele era perfecsionista. Mas não me predispus a refazer o livro e enrolei.
Prometi que um dia iríamos publica-lo de verdade.

Pena, as vezes penso nele, e peço perdão, pois não pude realizar esse sonho!

Agora estou tentando, quero que leiam suas poesias.
É o mínimo que poderia fazer por ele.E mesmo não crendo, espero de que algum modo, ele veja.



                                                                                                Solange

* Ao Pioneiro (Homenagem ao meu avô, meu pai escreveu com muita saudade)

               Rimei no verso a coragem,
          e ofereço essa homenagem,
          a você, grande pioneiro!
          Que em Portugal foi menino
          mas, no Brasil, seu destino,
          foi um bravo aventureiro.
          Foi você, pioneiro destemido,
          braço forte, peito erguido,
          que sem medo foi chegando,
          abrindo a trilha a facão!
         Que a machado abriu clareira,
         matou mosquito e abelha,
         cuspia nos calos da mão.
         Derrubou peroba grossa,
         fez queimada plantou roça,
         com os pés firmes no chão.
         Você foi daqueles homens
         de espírito aventureiro,
         que ao querer chegar primeiro
         foi desbravando o sertão.
         Você chegou e você venceu,
         meu orgulho é ser filho seu,
         sua vida pra mim, foi lição!!!!



Ao meu saudoso pai, Manoel Henrique Catharino, pioneiro de Londrina.


                     Arlindo Catharino.

quarta-feira, 30 de junho de 2010

* Saudades

Não tenho palavras para descrever as saudades que sinto do meu pai.
Infelizmente estive distante dele em seus ultimos anos de vida.
Deixamos muitas coisas para depois...
Mas aprendi nunca deixar de dizer aqueles que amo o quanto são importantes em minha vida.
Adoro recordar da voz, do sorriso, do abraço, do cheiro de graxa em suas mãos.
Ah!!! Se Deus me desse a oportunidade de voltar o tempo, talvez eu congelaria o ultimo abraço.
As pessoas nunca deveriam morrer....

segunda-feira, 28 de junho de 2010

# Barbara Carolina (minha filha)

Brilhou mais uma estrelinha,

Adorável criancinha,
Rebrilha a luz do esplendor.
Badalou suave o sino,
Anunciando o destino,
Resgatando grande amor.
A mãe é seu presente,
Criança anjo inocente,
Agora terás calor.
Resplende em divina luz,
O amor que te conduz.
Luzidio como a flor.
Inocente é criatura,
Não mereces desventura,

Assim terás nosso amor.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

quarta-feira, 23 de junho de 2010

terça-feira, 22 de junho de 2010

quarta-feira, 16 de junho de 2010