Loading...

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Sua ausência...

Quando partiu, nem um olhar se viu. Foi embora no silêncio da madrugada, sem dizer nada. Só um gemido se ouviu. E aquela força que te guiava, se calou. Me lembro ainda da luta por um lugar ao sol.Quando criança te vi trabalhando tão longe de casa. Caminhava muitos quilometros, fazendo chuva ou sol, trabalhava. Todo sujo de graxa, era assim que te via. Nas minhas recordações existe um dia de sol, onde eu minha mãe e irmãos fomos até seu local de trabalho levar a "marmita". Que orgulho de ti meu pai!!! Trabalhador,honesto e PAI!!!!! E quando comprou sua primeira casa, que realização, via no sorriso banguela a felicidade. Que pena que toidos tem que partir. Mas Deus poderia ter feito uma excessão e deixado meu querido pai aqui pra sempre!!!!